ACTIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO

Home

 

As Actividades de Investigação desenvolvidas estão dispersas por uma variedade de áreas, pois incluem os trabalhos decorrentes de:

 

Trabalho de Doutoramento:

As Actividades de Investigação com maior notoriedade encontram-se relacionadas no seguimento dos trabalhos de Doutoramento em Engenharia Mecânica.

 

 

Unidade de I&D:

·         Membro da Unidade de I&D – Centre for Aerospace Science and Technologies (CAST).

 

 

Projectos de I&D:

·         Coordenador do Projecto-âncora "AgriTraining - Formação Aplicada para o Sector Agro-Industrial". Coordenação: UBI (Pedro Dinis Gaspar). Parceiros: UBI, InovCluster, IPC/ESA, IPCB, IPG, IPVC. Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN 2007-2013) - COMPETE/POFC (Programa Operacional Factores de Competitividade), financiado por SIAC - Sistema de Apoio a Acções Colectivas: 03/SIAC/2009, Ref.: 8310). (Janeiro, 2011 - Junho, 2013).

 

·         Coordenador/membro do projecto-âncora "InovEnergy – Eficiência Energética no Sector Agro-Industrial”. Coordenação: IPCB. Parceiros: IPCB, UBI (Pedro Dinis Gaspar, Pedro Dinho), InovCluster, IPP, IPVC, IPB, ISQ, ADAI, AnimaForum. Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN 2007-2013) - COMPETE/POFC (Programa Operacional Factores de Competitividade), financiado por SIAC - Sistema de Apoio a Acções Colectivas: 01/SIAC/2011, Ref.: 18642). (Setembro, 2011 - Setembro, 2013).

 

·         Membro do projecto "MSP430 MCU Teaching ROM Upgrade - MSP430 Microcontrollers Essentials". Parceiros: UBI (António Espírito Santo, Bruno Ribeiro, Pedro Dinis Gaspar), Texas Instruments, Inc. (2011-2012).

 

·         Membro do Projecto – MSP430 Teaching Materials ROM (financiado pela Texas Instruments, Inc.). (2008-2009).

 

·         Membro do Projecto - Estudo numérico e experimental do sistema aerotermodinâmico de cortinas de ar recirculadas (submetido à Fundação para a Ciência e Tecnologia - FCT). (desde Set/2006).

 

·         Membro do Projecto - Higiene e Segurança Alimentar no Transporte e Distribuição de Produtos Alimentares, promovido pela FORVISÂO – Consultoria em Formação Integrada, S.A. e P&B – Consultores Associados, Lda. (POEFDS – Programa Operacional, Emprego, Formação e Desenvolvimento Social) (2006).

 

·         Membro do Projecto SEMENTE - Sistemas e Métodos de Ensino usando Tecnologias da Informação Avançadas (POSI) (desde Out/2004).

 

·         Membro do Projecto SAMURAI – Serviço e Aplicações Multimédia em Ambiente Hospitalar, Universitário e Urbano (PRAI-Centro) (2002-2004).

 

·         Membro do Projecto 2xTRA – Technology Transfer Research Results Atlantic Area (INTERREG III-B Atlantic Area) (2003-2006)

 

 

Consultoria:

·         Membro do Projecto Cidesa - prestação de serviços de consultoria - Formação PME (2006-2007).

 

·         Membro do Projecto TI MSP430, em parceria com a Texas Instruments (desde Dezembro, 2005)

 

·         No âmbito do projecto 2xTRA, iniciou-se o processo de colaboração com a empresa Danone - Castelo Branco, através de troca de ideias, diagnóstico de existências e propostas para o desenvolvimento de projectos com mais valia para o departamento industrial da referida empresa (2005-2006).

 

·         No âmbito do projecto 2xTRA, iniciou-se o processo de colaboração com a empresa Boltherm - Isolamentos Térmicos, Lda - Covilhã, tendo em vista projectos de colaboração para desenvolvimentos de novos produtos (2005-2006).

 

·         Membro do Projecto Fespresa - prestação de serviços de consultoria - Formação PME (2003-2005).

 

 

 

 

 APERFEIÇOAMENTO DO MODELO COMPUTACIONAL

Home

 

·         Casos de Referência – Comparação do modelo computacional desenvolvido com casos de referência;

 

·         Desempenho da cortina de ar – Avaliação e comparação do desempenho da cortina de ar do modelo computacional desenvolvido, com os diversos casos de optimização do modelo.

 

·         3D – Avaliação do escoamento e da distribuição do campo de temperatura junto aos laterais;

 

·         Modelo de Radiação Térmica – Contabilização mais precisa desta componente dos ganhos de calor;

 

·         Modelo de Concentração de Espécies – Avaliação da relevância da humidade relativa na distribuição das propriedades;

 

·         Integração do sistema de refrigeração – Simulação do evaporador, bem como dos ventilo-convectores de recirculação, para avaliação da transmissão de calor por convecção da serpentina do evaporador para o ar;

 

·         Extensão do código à carga térmica dos produtos alimentares – Investigação do modo como se processa a transmissão de calor por convecção para a superfície dos produtos e posteriormente, o modo como são arrefecidos através da avaliação da transmissão de calor por condução;

 

·         Aumento da complexidade geométrica – Inclusão de perfis das propriedades nas condições de fronteira relativas a entradas e saídas mássicas, bem como pela pormenorização geométrica dos diversos elementos que compõem os equipamentos;

 

·         Investigação de Casos Práticos Adicionais – Tentativa de melhoria da distribuição das propriedades, bem como, se possível, redução do consumo energético das unidades;

 

·         Regime transiente – Simulação do funcionamento real do equipamento e a sua influência na distribuição dos campos das propriedades;

 

·         Metodologias e Estratégias de controlo, comando e regulação – Simulação (em regime transiente) de diversas metodologias e estratégias de controlo, comando e regulação, de modo a avaliar a sua influência na distribuição dos campos das propriedades, bem como no consumo energético.

 

 

 

 

 ANÁLISE EXPERIMENTAL

Home

 

·         Secção de teste – Realização de um estudo experimental metódico e aprofundado.

 

·         Técnicas experimentais – Instrumentação detalhada da secção de testes, com o objectivo de realização de medições rigorosas de diversas propriedades.

 

·         Validação quantitativa das previsões numéricas – Avaliação das previsões numéricas através da medição de diversas propriedades.